Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Correr no Inverno é sempre um problema para os corredores, sejam eles amadores ou profissionais. Além dos desafios próprios da estação - pisos escorregadios, chuva, vento, menos visibilidade, maior perigo na estrada - há a questão essencial de nos termos de motivar para ir correr. É certamente mais fácil ir correr quando está um dia óptimo, cheio de sol lá fora.

 

Eu penso que a motivação não tem propriamente a ver com as estações do ano. Pelo menos não tem sido essa a minha experiência. A motivação tem a ver com o estabelecimento de um ritual de corrida que, ao se tornar uma rotina, já não é tão facilmente quebrado em dias que nos apetece realmente ficar mais em casa e não ir sair para correr. Este ritual estabelece-se no início dos nossos treinos, quando começamos a correr mais a sério e nos empenhamos em correr um determinado número de vezes por semana.

 

Tem tudo a ver também com objectivos.


Devem perguntar-se a vós próprios quais são os vossos objectivos com a corrida. Podem ser objectivos muito específicos, por exemplo perder peso, ou objectivos mais abstractos como por exemplo relaxar depois de um dia stressante no trabalho. Seja como for, o facto de chover não deve (e não vai) interferir com o facto dos objectivos estarem traçados a priori. Acredito sinceramente que este será o caso para a maioria dos corredores que estão habituados já a uma rotina de corrida semanal.

 

Se não têm essa rotina, ou se a quebram frequentemente, então o problema não é de motivação, mas de organização. Primeiro é preciso ter a rotina, sem ela haverá sempre problemas psicológicos a interferirem com o ritmo dos treinos.

 

A fase inicial de estabelecimento da rotina é realmente a mais complicada. Mas acreditem que depois de alguns meses de não a quebrarem, quando chega a altura do Inverno (ou apenas dias mais feios) vocês não vão ter a vontade de a quebrar - a rotina torna-se, cerebralmente, mais importante que o desconforto de sair à chuva. Elementos adicionais de conforto serão, obviamente, estarem bem equipados para correr à chuva - terem por exemplo uns ténis impermeáveis ou pelo menos de backup para serem molhados e um bom impermeável para não se molharem todos. Se se sentirem confortáveis a correr à chuva, tudo será mais fácil.

 

E lembrem-se sobretudo do facto de que cada corrida que é feita num desconforto maior prova a vocês mesmos que é possível superar a inércia que vos invade nessas alturas. Correr à chuva é, por esta razão, uma razão extra de motivação quando vocês conseguem realizar estes treinos mais difíceis. É nos dias piores (em que não nos apetece mesmo) que nós confirmamos a rotina de treino e confirmamos a nós próprios que a corrida já tem um papel importante na nossa vida e que não vamos desistir desta prática.

 

Boas corridas à chuva!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:20



Adsense


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D