porque o melhor da vida passa a correr
comentar
publicado por CityJogger, em 20.04.12 às 20:53link do post | favorito

 

 

 

A corrida pode ser a metáfora perfeita para a busca que todos efectuamos na vida - a busca da felicidade.

 

Claro que a busca, na maior parte dos casos, pode demorar anos ou mesmo décadas. A vantagem do desporto físico, nomeadamente da corrida, é que a felicidade se encontra em diversos momentos, mesmo que seja efectivamente extemporânea. Esses momentos são: a partida, atingir velocidade de cruzeiro e a chegada. Vejamos um a um em maior pormenor:

 

A partida

 

Julgo que a maior parte dos corredores vão entender-me quando eu digo que um dos melhores momentos do nosso dia é quando nos equipamos e saimos para correr. Trata-se daquele momento essencial em que liberdade de correr nos invade o dia e nós sabemos que vamos usufruir da plena liberdade de irmos para onde quisermos, à velocidade que quisermos e durante o tempo que quisermos. Para quem vive vidas muito ocupadas, este sentimento é muito mais forte, porque correr representa o contrário de um dever; pelo menos para quem leva a corrida a sério enquanto uma parte fun da sua vida (e é aconselhável que assim seja, sempre). 

 

Atingir a velocidade de cruzeiro

 

A velocidade de cruzeiro é atingida normalmente um pouco antes da metade do nosso percurso. É quando os nossos músculos já aqueceram e deixamos de sentir frio ou calor para estabilizarmos realmente a nossa passada e o nosso ritmo. O nosso corpo começa a sentir-se mais confortável e o stress começa realmente a diluir-se e a ser substituído pela agradável sensação de cansaço dinâmico. Quem costuma correr habitualmente reconhece todos estes sinais e pode sorrir ao senti-los chegar. 

 

A chegada

 

É sabido que o corpo liberta endorfinas depois de um esforço físico prolongado, em grande medida para contrapor ao desgaste muscular. O efeito secundário é uma agradável sensação de "moca" de corredor. Muito melhor do que qualquer droga legal, esta "moca" de corredor serve na perfeição para aliviar o cansaço à chegada e dar-nos uma sensação plena de satisfação. É aqui realmente que todo o stress desaparece e é substituido pelo desejo de tomar um belo banho e aproveitar o resto do dia (ou da noite, dependendo da hora do treino). 

 

Como vêem, a corrida é o desporto ideal para combatermos o stress do dia-a-dia, sobretudo se a praticarem regularmente. Apenas os praticantes regulares vão começando a reconhecer estas etapas e, simultaneamente, a conhecer melhor os seus próprios corpos. Existem certamente alguns efeitos menos positivos de praticar desporto - nomeadamente as lesões - mas estes são contrabalançados pelas vantagens em termos de saúde, não só fisíca, mas sobretudo psíquica. Um corredor é alguém que lida melhor com a pressão do quotidiano, que tem pressão alterial mais baixa e níveis de colesterol mais equilibrados (salvo, claro, factores genéticos exógenos). 

 

Este post foi gentilmente patrocinado pela bwin

Façam as vossas apostas de desporto aqui.




pesquisar
 
subscrever feeds