porque o melhor da vida passa a correr
comentar
publicado por CityJogger, em 08.02.10 às 09:11link do post | favorito

Já falámos anteriormente como os músculos respondem ao frio e ao calor. 

 

No seguimento deste princípio, pensei que seria interessante explicar um pouco como podemos "manipular" isso a nosso favor, enquanto joggers, nomeadamente como é possível prevenir lesões usando o calor e tratá-las, aplicando o frio. 

 

Primeiro falemos do calor

 

O calor (seja em compressas quentes ou por aplicação por fricção) é óptimo enquanto processo de aquecimento muscular, preparando os músculos para o esforço da corrida. É especialmente precioso quando estamos a tratar uma lesão muscular, mas queremos, ainda assim, continuar com um treino ligeiro, necessário para a debelar. 

 

O que faz o calor? Já vimos que o calor expande, por isso ele ajuda a massa muscular a expandir e a ficar mais preparada para o esforço físico. Antes de correr, recorrendo à aplicação de uma compressa quente (basta aquecer uma toalha pequena em água morna e tirar toda a água da mesma), ajuda muito os músculos, sobretudo se eles estão doridos ou mesmo magoados. 

 

Depois o frio

 

De certeza que todos já viram um atleta a colocar gelo logo depois de se lesionar - é muito comum ver-se por exemplo na televisão, quando um jogador de futebol cai e entra a equipa médica, a primeira coisa que eles fazem é aplicar gelo na zona da lesão. 

 

Embora o esforço físico seja natural para o corpo, o homem moderno é muito sedentário e esforços repentinos (ou exagerados, como nos atletas profissionais) podem levar a lesões. Por isso eles previnem, usando gelo, porque o gelo combate directamente a inflamação causada por esse esforço. 

 

Não aconselho usar gelo regularmente, apenas quando sentimos os nossos músculos mais doridos ou lesionados. Facilmente conseguimos atingir o "efeito" do gelo, fazendo os alongamentos correctos posteriormente à corrida. 




pesquisar